Tabela imposto de renda 2021 (alíquotas IRPF)

Tabela imposto de renda 2021 (alíquotas IRPF)

Última atualização em 24 de agosto de 2019

Todos os anos, os brasileiros passam os seus primeiros meses às voltas com a declaração de imposto de renda, cujo mês de entrega à Receita Federal, normalmente, é abril. Servindo como forma de acumular recursos para os órgãos públicos, o imposto de renda para pessoas físicas ou IRPF tem alíquotas específicas. Neste texto, você ficará sabendo sobre a tabela de imposto de renda 2021 e todas as suas respectivas alíquotas.

Tabela imposto de renda 2021: o que é?

A tabela de imposto de renda 2021 é uma tabela feita pela Receita Federal para determinar quanto de dedução cada uma das pessoas físicas poderá ter no próximo ano. A dedução, por sua vez, diz respeito à quantia que o contribuinte não precisará pagar.

Tabela imposto de renda 2021 (alíquotas IRPF)

Vale a pena uma pequena explicação sobre o que é o imposto de renda: trata-se de uma parte dos seus lucros anuais que cada brasileiro precisa pagar ao governo federal, inclusive as empresas. Dessa maneira, quando se tem a partir de X ganhos naquele ano, uma porcentagem será destinada ao governo federal por meio do imposto de renda.

A declaração de imposto de renda exige atenção do contribuinte, pois são várias etapas, todas virtuais. Nestas etapas, o cidadão tem de explicar à Receita Federal os seus ganhos no último ano e pagar uma parte deles; com esse recolhimento, o Brasil faz manutenção em diversos dos seus órgãos públicos, tais como os prestadores de serviços aos cidadãos.

Tabela de imposto de renda 2021 – alíquotas IRPF

A tabela de imposto de renda 2021 de alíquotas IRPF deve ser vista com atenção antes de se preencher a declaração. Os seus valores estão abaixo:

  • Para quem recebe entre R$ 1.903,99 e R$ 2.826,65, o valor da dedução de imposto fica em R$ 142,80 ou 7,5%;
  • Para quem recebe entre entre R$ 3.751,06 e R$ 4.664,68 o valor da dedução do imposto fica em R$ 636,13 ou 22,5%;
  • Para quem recebe entre R$ 2.826,66 até R$ 3.751,05, o valor da dedução do imposto fica em R$ 354,80 ou15%;
  • A pessoa que recebe mensalmente a partir de R$ 4.664,68 tem dedução do imposto de R$ 869,36 e a sua alíquota é de 27,5%

As pessoas que recebem menos de R$ 1.903,99 por mês não têm necessidade de declarar imposto de renda, mas é importante deixar claro que não se trata somente de salário: todas as rendas mensais precisam ser somadas para saber se há necessidade de declarar imposto de renda.

Por exemplo: se a pessoa tem um salário de R$ 1.700,00, mas também possui participação em uma empresa e esta rende R$ 1.500,00 por mês, aproximadamente, já se ultrapassou os R$ 1.903,99 e, dessa forma, é obrigatória a declaração IRPF.

Tabela imposto de renda 2021 – como se declara o imposto

Confirmando, com a tabela de imposto de renda 2021, que será necessário declarar o imposto, o contribuinte precisa fazer o que segue:

  • Acessar aqui para chegar ao sistema de declaração de imposto de renda da Receita Federal;site do Receita Federal
  • Fazer o download do software de declaração;
  • Criar um login;
  • Preencher todos os formulários necessários, inserindo os ganhos oficiais a cada mês;
  • Preencher também as despesas que o contribuinte teve com tratamentos de saúde e com educação;
  • Enviar todo o arquivo para a Receita Federal até a data determinada

O software acima é a única forma de o contribuinte declarar o imposto de renda, coisa que não pode ser feita nos pontos de atendimento da Receita Federal.

Leia também: Declaração de IR 2021

Tabela de imposto de renda 2021 – como usar as alíquotas de IRPF

A tabela de imposto de renda 2021 ensina a cada contribuinte quanto será dado de dedução, baseando-se na sua faixa de ganhos mensais no ano anterior. Contudo, é necessário conhecimento sobre as alíquotas do INSS também, já que quanto mais dependentes legais esse contribuinte tiver, mais alta é a sua dedução. O cálculo a se fazer está indicado a seguir:

  • O contribuinte deve consultar o INSS para saber a alíquota relacionada ao seu salário mensal;
  • Realizar o cálculo da porcentagem;
  • Retirar R$ 189,59 por cada dependente legal que essa pessoa tiver;
  • Depois de calcular com as alíquotas do INSS, o resultado deve ser “encaixado” na tabela da Receita Federal;
  • Realizando o cálculo da porcentagem, o contribuinte descobre quanto ele ficará “dispensado” de pagar no imposto

Cabe dizer que o cidadão não deve excluir esse valor de dedução dos formulários: é preciso que tudo seja declarado corretamente e é o próprio sistema da Receita Federal que mostra, ao final, o valor deduzido.

A pessoa que já fez o cálculo acima tem informações suficientes para contestar o governo federal se o valor oferecido como dedução estiver muito abaixo do esperado.

Tabela imposto de renda 2021 – o que as pessoas físicas podem deduzir na declaração?

A tabela de imposto de renda 2021 não precisa ser utilizada por quem não precisa declarar, independente da sua renda mensal. Esse é o caso de contribuintes que comprovem os seguintes diagnósticos médicos:

  • Cardiopatia grave;
  • Doença de Paget (é obrigatório que ela esteja em estado avançado);
  • Tuberculose ativa;
  • Hanseníase;
  • Cegueira;
  • Espondiloartrose anquilosante;
  • Paralisia irreversível e incapacitante;
  • Doença de Parkinson;
  • Alienação mental;
  • Esclerose múltipla;
  • Neoplasia maligna;
  • AIDS;
  • Contaminação por radiação;
  • Fibrose cística;
  • Hepatopatia grave

As doenças acima, que isentam os contribuintes de fazer declaração de renda, são as mesmas condições exigidas para quem precisa solicitar aposentadoria por invalidez ou auxílio doença no INSS.

Tabela imposto de renda 2021 e alíquotas IRPF – formas de facilitar o cálculo

A tabela de imposto de renda 2021 pode não ser entendida à primeira vista,mas a maioria dos contribuintes que dispensa algum tempo a ela acabam chegando ao seu valor de dedução. Por outro lado, os contribuintes que não desejam saber tanto sobre a tabela de imposto de renda 2021 e suas alíquotas pode contratar um contador para a tarefa.

O contribuinte precisará entregar ao contador todos os holerites e similares, bem como comprovantes de gastos com saúde e educação, para que ele realize a declaração de IRPF, cobrando, possivelmente, uma parte da dedução.

Admin

Admin

Autor do site GuiaComo.com. Contamos com 3 colaboradores e freelancers, quem são 100% qualificados e empenhados em trazer as dicas, tutoriais e notícias mais autênticas e fidedignas para os leitores quem precisem de ajuda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *