Salário mínimo 2021 – qual é o valor

Última atualização em 16 de dezembro de 2019

O salário mínimo é um valor que norteia não apenas a remuneração de quem trabalha com carteira assinada, mas também o preço de diversos produtos vendidos no comércio. Além disso, o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) também utiliza o salário mínimo para estabelecer o valor dos benefícios previdenciários.

Todos os anos, o Ministério da Fazenda realiza uma nova projeção do salário mínimo, considerando o crescimento da Economia, e isso também já aconteceu para 2021. No final de novembro, diversos órgãos de imprensa já noticiaram a nova quantia referente ao salário mínimo 2021 e ela, inclusive, foi reduzida.

Inflação ajuda a definir o salário mínimo

O valor do salário mínimo se baseia em duas informações econômicas importantes e a primeira é a inflação do ano anterior. A segunda é o Produto Interno Bruto do país, abreviado para PIB, mas apenas do ano retrasado; esses dois valores precisam ser somados.

Desse modo, para estipular o salário mínimo de 2021, o Ministério da Fazenda usou no cálculo a inflação de 2020 e também o PIB brasileiro em 2019. Quando as pessoas veem notícias com relação ao salário mínimo, uma sigla que aparece com frequência é o IPCA, que significa Índice Nacional de Preços ao Consumidor. Esse índice é importante para definir o salário mínimo porque ele é o responsável por medir a inflação.

Valor Salário mínimo 2021

Salário mínimo 2021

De acordo com as declarações oficiais do Ministério da Fazenda, o salário mínimo de 2021 ficará em R$ 1.031,00. Quando se avalia o histórico do salário mínimo no país, percebe-se que o valor definido para o próximo ano é marcante porque ele nunca tinha ficado acima dos R$ 1.000,00.

Mesmo com esse aspecto positivo, não se pode deixar de dizer que o governo brasileiro precisou fazer uma redução na cifra: inicialmente, ela estava projetada para ser maior que isso. Contudo, apesar de haver um senso de estabilização econômica, ainda foi necessário diminuir o valor do salário mínimo 2021.

O que o salário mínimo 2021 significa na prática?

 Quando o salário mínimo é determinado, há dois tipos de impacto: o primeiro é nas empresas, que precisam ajustar sua folha de pagamento. Afinal, os seus funcionários que recebiam o salário mínimo anterior precisam ter os seus vencimentos ajustados. No começo de 2021, por exemplo, quem recebia R$ 998,00 precisará ter o seu salário aumentado para R$ 1.030,00.

O segundo impacto diz respeito aos preços praticados pelo comércio: uma vez que o salário mínimo é alterado, então os preços cobrados por produtos comuns do dia a dia, como sabão em pó, comida, roupas e tudo mais também fica mais alto. Afinal, por causa da teórica melhor condição dos trabalhadores, os comerciantes acreditam que estes também podem gastar mais.

Os benefícios da previdência social, como já falado, também sofrem alterações com o ajuste do salário mínimo. Um exemplo: os idosos sem renda própria e em condições de vulnerabilidade e as pessoas com deficiência recebem o Benefício da Prestação Continuada (BPC), que consiste exatamente em um salário mínimo. Desse modo, a partir de 2021, elas receberão R$ 1.030,00.

Contudo, pensando no sustento familiar, nem todo mundo fica satisfeito com o salário mínimo:  afinal, o valor, mesmo aumentado, não é suficiente para arcar com todas as despesas de uma família. Para pessoas que não têm esse tipo de compromisso, o salário mínimo determinado para 2021 é considerado atrativo.

Leia também: Bolsa Família 2021 – Quem é elegível, qual valor

Salário mínimo – como ele evoluiu

O salário mínimo foi criado há várias décadas e, nesse período, ele já aumentou muitas vezes; de fato, quem consulta o valor do salário mínimo no começo da sua existência fica até espantado com o quão baixo ele era. No entanto, é importante lembrar que o governo federal também associa o valor do salário mínimo ao custo de vida de cada época e, em 2021, ele será bem mais alto do que no período da sua criação.

No ano 2000, o valor era de R$ 151,00 apenas, passando para R$ 240,00 em 2003 e chegando em R$ 350,00 em 2006. Enquanto, no ano de 2011, o valor do salário mínio já tinha alcançado os R$ 545,00, o que representa um aumento substancial. Já em 2016, o salário mínimo brasileiro estava em R$ 880,00.

Além da quantia mensal, o governo federal também estabelece qual é o valor mínimo que o trabalhador deve receber a cada hora. Ele também servirá para, por exemplo, estabelecer quanto de desconto o profissional terá na eventualidade de atrasos.

No ano de 2000, por exemplo, a quantia que o trabalhador recebia por hora era de R$ 0,69 e, por dia, era de R$ 5,03. Em 2003, o valor por hora passou a ser de R$ 1,09 e, por dia, o trabalho do indivíduo valia R$ 8,00.

No ano de 2008, o salário mínimo determinado fazia com que a remuneração por hora fosse de R$ 1,89 e, por dia inteiro, era de R$ 13,83. Atualmente, em 2020, a remuneração por hora de trabalho é de R$ 4,54, enquanto o pagamento por dia é de R$ 33,26.

Para o ano que vem, quando o salário mínimo estiver em R$ 1.030,00, a remuneração por dia de trabalho será de R$ 34,33. Desse modo, essa é a quantia que o profissional poderá ter descontado de seu pagamento caso falte sem um atestado médico ou, se for funcionário público, sem um abono.

Salário mínimo 2021 e o mercado de trabalho

O fato de o salário mínimo aumentar não inibe a contratação de novas pessoas, como alguns podem temer. O governo federal, quando avalia a inflação e o PIB, já estima que os empregadores terão meios de pagar o novo salário mínimo determinado, sem que isso faça com que o desemprego suba.

É válido salientar que muitas empresas pagam menos que o salário mínimo aos seus funcionários, embora isso seja errado. Navegando por sites de empregos, é comum encontrar vagas que oferecem remuneração na faixa de R$ 800,00, especialmente no segmento de Telemarketing. Contudo, a maioria dos empregadores organizará sua folha de pagamento para contemplar o novo valor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.